segunda-feira, 9 de abril de 2012

De volta... =D

Mulheres, estou de volta! Andei meio sumidinha porque estava super atarefada ajudando na organização de um evento da minha igreja. Bom, o evento foi maravilhoso, graças a Deus. Maaaaas, até chegar o dia do evento eu fiz "a LOUCA" me descabelando pra resolver tudo: áudio e vídeo, decoração, figurino, teatro, dança, cenários, enfim, quaaaaaaaaase morri. rsrsrsrsrs (sem exageiros!!!)
Mas se uma alma vale mais do que o mundo inteiro, estou feliz porque contemplei muuuuuitas almas se quebrantando aos pés do Senhor! Glória a Deus!
Bom, sobre minha jornada pra receber a promessa de papai do céu, estou naquela fase chata de esperar passar a carência do meu plano de saúde... ainda falta mais uma menstruação passar, e aí, no próximo ciclo eu já estou liberada pra ser tentante!
Enquanto isso, está difícil controlar a gula. Ansiedade dá fome, gente. Eu tô parecendo um buraco sem fundo, um dragão que sai devorando tudo o que vê pela frente, eu não sei por qual milagre dos céus eu ainda não engordei uns 10 quilos! rsrsrsrsrs... (eu que não fico esperta não pra ver né...)
Gentes, fiquei muito feliz com todo o apoio que recebi no último post. Vocês são liiiiiindas!
Já estou bem mais calma, escondendo as calculadoras e os calendários da minha casa.... rsrsrsrs... e deixando a vida seguir seu rumo. A gente faz planos né... eu então, escrevo um roteiro inteiro pra tudo na vida... rsrsrsrs... Mas me apeguei na seguinte palavra do Senhor:

"Muitos propósitos há no coração do homem, porém o conselho do SENHOR permanecerá. Provérbios 19:21"

Então, só me resta descansar... porque eu entreguei tudo nas mãos de Deus e mesmo que o meu coração esteja sonhando ou planejando algo, será a vontade de Dele que permanecerá.

Bom, por hoje estou só passando pra revê-las... já estava com saudades!! E já recebemos novos "positivos"??? Preciso me atualizar!!! rsrsrs

Em breve vou passar aqui pra postar um assunto meeeeeega polêmico sobre casamento. Estou me aprofundando e colhendo dados... tenho que tirar um bom tempo pra escrever tudo também... a história é loooonga! Graaaande Abraço, mulheres!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Muitas incertezas, preciso de conselhos!

Gentes, estou passando por um momento difícil. Hoje acordei meio indecisa sobre tudo o que está acontecendo comigo. Eu me peguei em dúvida sobre essa história de engravidar... pensando o seguinte: será que eu estou fazendo isso com as minhas próprias mãos? Será que eu não deveria simplesmente seguir a minha vida e esperar que um dia a promessa do Senhor vai se cumprir independente de eu estar usando remédios? Sabe, desde o dia em que recebi a profecia eu fiquei com essas dúvidas na cabeça. Procuramos 2 pastores amigos nosso e conversamos sobre o assunto. Ambos disseram que era pra eu seguir a minha vida normalmente e esquecer desse assunto porque Deus não precisava da minha ajuda pra me dar um filho. E no tempo certo, com ou sem remédio, Deus cumpriria essa profecia e eu ia engravidar e ponto final (você pode rever a história toda na aba "como tudo começou"). Como eu contei pra vocês, eu e meu marido contrariamos as orientações desses pastores e resolvemos parar o anticoncepcional, fechar o plano de saúde e fazer todos os exames necessários para começar as tentativas. Nós vimos que a profecia estava todinha se cumprindo ao nosso redor e só faltava o baby para completá-la, por isso decidimos estudar os meios de engravidar e partir pro abraço. Mas as vezes eu me sinto insegura com isso, com muito medo de estar ignorando a autoridade de Deus ou coisa do tipo, sei lá, vocês estão conseguindo entender?

Sabe, eu sou muito controladora, muito ansiosa, quero tudo do meu jeito e no meu tempo, então, nem ficaria surpresa se vocês me falarem que eu realmente deveria parar de querer fazer tudo com as minhas próprias mãos e seguir a vida como os pastores nos aconselharam. Mas oh, pensem numa coisa comigo: desde que eu recebi essa profecia, T-U-D-O que eu tentei fazer na vida: mestrado, pós-graduação, assumir lideranças na igreja, trabalhar na empresa da minha irmã, ser chamada pelo concurso público, fazer academia, fazer cursinhos, sabe, tuuuudo que eu quis fazer e não estava DIRETAMENTE relacionado ao bebê, DEU ERRADO. Em compensação, tudo que está relacionado à profecia e ao bebê, aí acontece milagrosamente! (como vcs podem acompanhar na aba "como está se cumprindo"). Sem gastar 1 centavo, sem fazer força nenhuma para nada, eu que morava numa casa de 1 quarto vim parar em questão de meses depois da profecia numa casa enoooooooorme de 3 quartos... e advinha... lá está o quarto do bebê, com 2 berços doados, e eu tô podendo escolher qual deles quero usar: o branquinho ou o marfim. ^^

Sabe, assim como eu fiz todos os cálculos para o bebê, estou calculando o que vai ser da minha vida profissional de hoje em diante... isso inclui o meu sonhado mestrado! No fim do ano, tem um novo processo seletivo aqui na UFES e as aulas começam em março... Neste caso, o ideal seria que o bebê nascesse antes de começarem as aulas, ou nas férias do fim de ano, ou então só depois que eu terminar o mestrado, porque durante os dois anos que eu estiver estudando, vai ser muito chato (impossível) trancar o curso pra ter o parto. E só tem 1 processo seletivo por ano no mestrado, não é NADA FÁCIL passar... vou ter que estudar muuuuito, por isso eu não quero adiar para depois do bebê, porque eu acabei de sair da faculdade e estou com os conteúdos fresquinhos na cabeça... se eu deixar isso muito pra depois, vai ser três vezes mais difícil de passar do que será agora. Visto tudo isso, calculei o seguinte: 

Opção 1: passar dois meses de carência do plano de saúde, engravidar de primeira e a data provável do parto será em fevereiro, então, em março estou sem barriga e posso começar as aulas tranquila.

Opção 2: engravidar em setembro/2012 pro bebê nascer em junho/2013, que será em período de férias do mestrado.

Opção 3: Engravidar em abril/2013 para o bebê nascer em janeiro/2014, que também é período de férias no mestrado.

E como eu estou pensando que conseguiria controlar essas datas de nascimento se nem todo mundo consegue dar a sorte de engravidar de primeira? Bem, estou vigiando as datas do meu período fértil e só farei tentativas sem preservativo nessas datas específicas baseada na data provável do parto.

Bom, foi assim que o meu raciocínio humano (falho) extremamente calculista chegou a conclusão de quais seriam as melhores opções de datas para engravidar sem atrapalhar a continuidade dos meus estudos. Mas será que eu não estou passando por cima de Deus? Será que por eu querer tanto o mestrado estou impondo condições para receber a profecia sobre o bebê? E será que parando os remédios e decidindo engravidar não estou fabricando um bebê por conta própria sem ter nada a ver com a profecia?

As dúvidas estão me consumindo hoje. EU QUERO OS PLANOS DE DEUS NA MINHA VIDA, mas como eles vão chegar??? Eu seria muito acomodada se seguisse a minha vida e esperasse simplesmente um "positivo" aparecer do nada??? Ou eu estou sendo muito intrometida em tentar fazer a profecia acontecer em alguma dessas datas específicas??

O que eu tenho conversado com Deus é o seguinte: Os nossos exames estão todos OK. Minha médica quase colocou meu útero num pedestal de tão perfeito que ela disse que estava a ultra endo vaginal; Se eu não engravidar nessas datas específicas, fazendo tudo certinho nos períodos férteis, só tenho uma conclusão para chegar: Que ainda não é o tempo de Deus, porque problema pra engravidar nós não teremos. Neste caso, estou na expectativa de engravidar de primeira e ter o bebê em fevereiro, mas se não acontecer, vou ficar usando preservativo até a próxima data conveniente. 

Sabe, no meio disso tudo, pode ser que Deus me dê o bebê em pleno o mestrado, mesmo com o preservativo. Beleza, vou amá-lo e PARAR TUDO o que eu estiver fazendo pra cuidar dele. Mas enquanto estiver em minhas mãos calcular... vou fazer assim: tentativas apenas nas datas que me propiciem um parto em período de férias.

Estou pedindo enlouquecidamente para Deus me mostrar a vontade Dele, e se não quiser me mostrar, que Ele faça se cumprir assim mesmo. Eu não quero do meu jeito! Quero do jeito que Deus planejou pra mim, porque os sonhos Dele são maiores e melhores do que os meus! Mas eu preciso tomar algumas decisões enquanto isso... e para todas elas eu fico na dúvida: o que Deus quer que eu faça?

O que eu decidi até o momento: parar o remédio e usar preservativo até vencer a carência do plano de saúde, e depois fazer tentativas apenas em datas específicas.

Meninas, o que vocês acham dessa minha história? O que eu devo fazer? Minhas decisões estão coerentes? O que vocês fariam se estivessem em meu lugar?

Me ajudem plisssss... e quem não souber aconselhar, ore por mim!

Grande Abraço! (desculpe o texto enorme, obrigada se você leu até aqui!!!)