segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

A escolha do nome: uma decisão difícil!

Bom, como vocês devem ter acompanhado, essa é a postagem número 3 da série de postagens sobre o filho que Deus me prometeu.

Uma das primeiras indagações que as pessoas fazem quando nós contamos o testemunho é: "E se for uma menina? Então a profecia não era verdade?". Bom, se nascer uma menina, Kleidson ficará muuuuuito feliz porque sempre foi o sonho dele ter uma menina. E nós entendemos perfeitamente que a profecia falou sobre um menino, portanto, a profecia se cumprirá quando eu engravidar de um menino, o que acontecerá no tempo de Deus. Eu ouvi testemunho de uma mulher que recebeu profecia sobre ter um menino, e somente na terceira gravidez é que isso foi possível... mas ela não desistiu, Deus escolheu o momento certo para a aquela promessa se cumprir... enquanto isso, se não vier o menino agora, eu não serei mamãe de um sacerdote na primeira gravidez, mas serei mamãe de uma linda ministra de dança, ministra da palavra, ministra do louvor, serva de Deus, temente ao Senhor, que vai fazer um estrago nos planos do inimigo tanto quanto o seu futuro irmãozinho sacerdote fará. Não tenho pressa, tenho FÉ! Me sobra uma plena confiança na fidelidade de Deus... afinal, ele sempre me dá muuuuuito mais do que eu mereço.

As vezes a gente analisa como estão as coisas e ficamos com medo: eu não estou trabalhando, E SE o Kleidson fica desempregado? E SE os concursos que eu passei não me chamarem tão cedo? E SE não conseguirmos arcar com os custos de uma gravidez? Sobre todos os "E SE" que poderiam existir, vou lhes contar uma lição que ainda estou aprendendo: Deus dá aos seus amados enquanto eles dormem. Observe essa palavra: 

Não pergunteis, pois, que haveis de comer, ou que haveis de beber, e não andeis inquietos.
Porque as nações do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que precisais delas.
Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Lucas 12:29-31


Ou seja, né: Não precisamos nos descabelar pensando no que faremos da vida, até mesmo porque, meu Pai do Céu sabe de TUDO o que eu preciso. Eu só preciso buscar Teu Reino... o resto me será acrescentado. Precisamos parar de encher o saco de Deus com pouca coisa. A gente não recebe as providências quando não acredita no provedor, que é Jesus. A fé de verdade é isso: se fosse do tamanho do grão de mostarda, diríamos para o monte sair de um lugar para o outro e ele se moveria. Eu creio no mesmo Deus e no mesmo poder da fé dos meus irmãos da bíblia ainda nos dias de hoje viva e eficaz. Quero vivê-la e estou exercendo-a na minha vida tal como ela é em sua essência: crêr no que não se pode ver. Esquecendo-me dos "E SE" e apenas obedecendo a vontade de Deus.


Bom, como o post de hoje era sobre os NOMES que estamos pensando colocar... vamos ao que interessa, né!? kkkk


Bom, se nascer uma menina, não temos a menor dúvida que se chamará SOFIA! E o máximo que poderia nos deixar em dúvida é se termina com A ou com E: SofiA ou SofiE? Escolhemos este nome por seu significado simples e tão poderoso "sabedoria". Deus deu uma oportunidade ao Rei Salomão quando lhe disse: "Pede o que quiseres que eu te darei...", e Salomão pediu "Sabedoria". Ele podia pedir taaaaaanta coisa... mas fez a escolha certa. Desejo muita sabedoria para minha filha... pq é melhor do que qualquer tesouro. Gente, o livro de provérbios é tão perfeito que eu sinto vontade de arrancar essas páginas da minha bíblia e levá-las no bolso para meditar nelas antes de tuuudo o que for fazer ou decidir no meu dia-a-dia.
Bom, se tivermos o menino mesmo, no que depender do Kleidson, ele colocaria qualquer nome de super-heróis de história em quadrinho: Oliver, Thor, Kalel, e por aí vai. ahsuahushuash (coisa de meninos!).
Eu bem gostei da idéia de "Thor", porque me soa como um nome bem forte. Mas fico imaginando desde já os apelidos que ele poderia receber... e nomes muito diferentes geram muitas possibilidades da criança sofrer bulling. Oliver é um nome liiiiindo, mas nos traz um problema: o sobrenome da parte do pai que vai para o nome da criança já será "Oliveira"... pensa que repetitivo ficará: "Oliver Oliveira Vila Real". Eu não vou nem comentar "Kalel". ahsuhaushas...smallville demais, não!?

Bom, a minha ideia na escolha do nome era dar continuidade aos "K" da família do Kleidson, porque ele é o caçula de 10 filhos e todos tem o nome iniciado pela letra K. Neste caso, pesquisei o significado de alguns nomes que poderiam ser iniciados com K e gostei do nome que significava "Feliz", que é: Caio. Mas eu daria uma enfeitada nele, colocando o K na inicial, e Y em lugar de I. Ficaria assim: Kayo. Até para dar uma diferença entre o nome Kayo e a conjugação do verbo "Cair" que gera a piadianha do "Caio e me levanto"... rsrsrs

Enfim, ainda estamos meeeeeega na dúvida. Vamos orar mais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário